terça-feira, 23 de março de 2021

Prova de vida por biometria no INSS: Entenda


 
Foto: Reprodução

Prova de vida por biometria no INSS: Entenda Muita gente não sabe, mas a biometria facial já é uma realidade na hora de fazer a prova de vida para o INSS. No canal Meu INSS (meu.inss.gov.br) já existe esta opção.

O fato é que, desde o início da pandemia, as provas de vida estão suspensas e os beneficiários não podem perder seus benefícios por falta desta obrigatoriedade durante este período.

A última previsão que tinha sido anunciada, foi de que voltaria a ser realizada, e assim obrigatória, agora em março.
Porém, o INSS anunciou no final de fevereiro que aposentados e pensionistas que não fizerem a prova de vida entre março de 2020 e abril de 2021 não terão seus benefícios bloqueados.

Com isso, a partir do nosso prazo, a prorrogação da não obrigatoriedade passa a valer por mais 60 dias.

A decisão, Portaria nº 1.278, foi publicada no Diário Oficial da União (DOU). A prorrogação vale para os beneficiários do INSS residentes no Brasil e no exterior.

Segundo a Portaria, a partir de maio de 2021 a prova de vida será novamente obrigatória, mas os prazos serão escalonados até o final do ano.

No site do Ministério da Economia tem a tabela completa com previsão dos novos prazos.

Voltando à novidade. A biometria facial já tinha sido anunciada como uma forma de viabilizar esta comprovação de vida que – em tempos normais – é obrigatória que seja feita anualmente.

Por isso, a biometria facial, como meio de certificação de vida dos beneficiários, e assim, tentando impedir fraudes nos pagamentos, já era uma ferramenta aguardada.

Os beneficiários precisam ficar em alerta para não perder o pagamento e gerar transtornos até conseguir revalidar o recebimento. 

Com informações do site:  mixvale