segunda-feira, 22 de março de 2021

Conheça os três novos benefícios que serão liberados pelo INSS


 
Foto: Reprodução
O Instituto Nacional do Seguro Social (INSS) vai fornecer mais benefícios aos seus segurados. Em suma, devido à crise causada pelo coronavírus no Brasil, o governo federal está preocupado com os beneficiários do INSS. Dessa forma, o governo estuda autorizar três novos benefícios para aposentados e pensionistas. Sobre os três novos benefícios do INSS
O governo constatou que a maioria dos beneficiários faz parte do grupo de risco na pandemia. Sendo assim, é prioridade protegê-los de maiores danos. 

A seguir, confira quais os três novos benefícios em processo de aprovação. Os mesmos vão valer tanto para os assegurados quanto para quem solicitar auxílio.

1 – Suspensão da perícia para auxílio-doença
O primeiro dos três novos benefícios abrange quem precisa do auxílio-doença e auxílio-acidente. Dessa forma, o Congresso quer permitir que não seja necessário mais a perícia médica presencial. 

Sendo assim, a avaliação será por meio dos documentos apresentados. Essa medida deve valer até o dia 31 de dezembro de 2021.

Devido à pandemia da covid-19, muitas agências fecharam. Assim, sem a perícia presencial, seria possível evitar aglomeração nas agências que estão abertas. Essa suspensão depende apenas da aprovação do presidente.

2- Aumento na margem consignável
Outro benefício que aguarda avaliação do presidente vem a ser o aumento da margem do crédito consignado. Esse, destina-se aos aposentados e pensionistas do INSS. Com a aprovação da MP 1006/20, o limite consignável seria de 40%, ao invés de 35%.

Assim sendo, os assegurados poderiam usar 35% em empréstimos, e os outros 5% no cartão de crédito. Atualmente, o limite é 30% para empréstimos, e 5% para o cartão.

Além dos aposentados e pensionistas do INSS, militares e servidores públicos também poderiam usufruir desse mesmo benefício. A validade da medida também deve ser até 31 de dezembro de 2021.

3 – Antecipação do 13º salário do INSS
Embora já tenha sido anunciada, a antecipação do 13º dos beneficiários do INSS ainda não recebeu aprovação. Contudo, falta ainda o ok do Orçamento Geral da União para 2021, que ainda não aconteceu.

A expectativa é que o Orçamento receba autorização nos próximos dias, permitindo assim, a antecipação das parcelas do 13º salário para abril e maio.


Com informações do site: seucreditodigital