domingo, 14 de março de 2021

Calendário do Bolsa Família, com 13º salário e possivelmente auxílio emergencial, começa na próxima semana; Veja se recebe


 
Foto: Reprodução
O calendário de pagamentos do 13º salário Bolsa Família 2021 teve início em fevereiro, para um grupo de beneficiários, e continua, no mês de março. Os pagamentos do 13º salário do Bolsa Família seguem até abril, junto com o crédito normal do benefício. 

É possível também, segundo foi informado pelo Governo Federal e adiantado com exclusividade pelo SBT News, que o auxílio emergencial 2021 comece a ser pago junto com o calendário do Bolsa Família, ainda neste mês.

Além disso, em fevereiro, novos beneficiários do Bolsa Família começaram a receber via Caixa Tem, a poupança social da Caixa Econômica Federal. Em março, mais beneficiários vão começar a receber o Bolsa Família via Caixa Tem.

Calendário
O Bolsa Família começa a ser depositado no dia 18 de março, que também é quando deve ter início o pagamento do auxílio emergencial 2021 para esse público, segundo previsão adiantada pelo SBT News e confirmada pelo presidente da Câmara dos Deputados, Arthur Lira (PP-AL).

Calendário do Bolsa Família e possivelmente do auxílio emergencial em março
  • 18/03 – NIS final 1
  • 19/03 – NIS final 2
  • 22/03 – NIS final 3
  • 23/02 – NIS final 4
  • 24/03 – NIS final 5
  • 25/03 – NIS final 6
  • 26/03 – NIS final 7
  • 29/03 – NIS final 8
  • 30/03 – NIS final 9
  • 31/03 – NIS final 0
13º salário do Bolsa Família
Além do pagamento normal e, possivelmente, do auxílio emergencial, os beneficiários  do Bolsa Família também recebem o 13º salário, pago pelo Governo do Estado de Pernambuco.

Confira o calendário completo do 13º do Bolsa Família
Nascidos de janeiro a abril
  • 11/02 – NIS final 1
  • 12/02 – NIS final 2
  • 17/02 – NIS final 3
  • 18/02 – NIS final 4
  • 19/02 – NIS final 5
  • 22/02 – NIS final 6
  • 23/02 – NIS final 7
  • 24/02 – NIS final 8
  • 25/02 – NIS final 9
  • 26/02 – NIS final 0
Nascidos de maio a agosto
  • 18/03 – NIS final 1
  • 19/03 – NIS final 2
  • 22/03 – NIS final 3
  • 23/02 – NIS final 4
  • 24/03 – NIS final 5
  • 25/03 – NIS final 6
  • 26/03 – NIS final 7
  • 29/03 – NIS final 8
  • 30/03 – NIS final 9
  • 31/03 – NIS final 0
Nascidos de setembro a dezembro
  • 16/04 – NIS final 1
  • 19/04 – NIS final 2
  • 20/04 – NIS final 3
  • 22/04 – NIS final 4
  • 23/04 – NIS final 5
  • 26/04 – NIS final 6
  • 27/04 – NIS final 7
  • 28/04 – NIS final 8
  • 29/04 – NIS final 9
  • 30/04 – NIS final 0
Recebimento via Caixa Tem
Em 10 de dezembro, teve início o pagamento para beneficiários do Bolsa Família, via Caixa Tem. A abertura das contas digitais para crédito do Bolsa Família está sendo feita de forma escalonada.

Pagamentos do auxílio emergencial 2021
O governo já tem a pronto um calendário inicial de pagamentos do auxílio emergencial. Com a aprovação pelo Congresso da Proposta de Emenda à Constituição (PEC) 186/2019, a PEC Emergencial, nessa quinta (11) – que abre espaço para o auxílio emergencial, nas contas públicas – o auxílio emergencial deve começar a ser pago na próxima semana, segundo adiantou com exclusividade o SBT News.

O calendário inicial do auxílio emergencial 2021 tem como base a programação de 2020. Como o público do Bolsa Família tem uma base cadastral mais estruturada, deve ser o primeiro a receber o auxílio emergencial em 2021, segundo o SBT News. Tal grupo recebe sempre nos últimos dias do mês.

Valores
Os valores do novo auxílio emergencial também foram divulgados pelo Governo. Para 2021, o auxílio emergencial será de R$ 175 a R$ 375 por quatro meses (março a junho).

Para a família monoparental dirigida por mulher, o valor será de R$ 375; para um casal, R$ 250; e para o homem sozinho, de R$ 175.

Como atualizar cadastro para receber o auxílio emergencial 2021 e acompanhar pagamentos
O aplicativo para acompanhar o recebimento das novas parcelas do auxílio emergencial, o Caixa Tem, será o mesmo de 2020.

No entanto, a Caixa Econômica Federal divulgou um calendário para atualização de cadastro no Caixa Tem, para recebimento do auxílio emergencial 2021.

Beneficiários do auxílio emergencial
Além do público do Bolsa Família, também devem ser beneficiados pelo novo auxílio emergencial os inscritos no Cadastro Único e os trabalhadores informais. O SBT News apurou que as cotas previstas na MP, a ser publicada na próxima semana, serão diferenciadas.

Além dos valores de R$ 250 previstos para a maior parte dos beneficiados, haverá outras duas cotas: R$ 175 para pessoas sozinhas (unifamiliar) e R$ 375 para as mulheres chefes de família (monoparentais).

  • Auxílio emergencial de R$ 175: inscritos no Bolsa Família, Cadastro Único e trabalhadores informais sozinhos (unifamiliares)
  • Auxílio emergencial de R$ 250: a maior parte dos beneficiários. Inscritos no Bolsa Família, Cadastro Único e trabalhadores informais, que não são sozinhos (unifamiliares) ou chefes de família (família monoparental).
  • Auxílio emergencial de R$ 375: para mulheres chefes de família (famílias monoparentais) inscritas no Bolsa Família, Cadastro Único e trabalhadoras informais
Medida Provisória
Os valores e o período de repasses (mais 4 meses) do novo auxílio emergencial serão definidos por uma medida provisória (MP), que provavelmente será divulgada nesta sexta (12), agora que o Congresso fechou a tramitação da PEC Emergencial 186, aprovada em primeiro turno no Senado.

Pagamento via Caixa Tem
A Caixa Econômica Federal iniciou, em dezembro, o pagamento aos beneficiários do Programa Bolsa Família, com os serviços da Conta Poupança Social Digital (Caixa Tem).

Mais de nove milhões de pessoas que ainda não possuem conta bancária poderão receber o benefício por meio de crédito na conta digital, sacar com o cartão Bolsa Família e movimentar os valores pelo aplicativo Caixa Tem.

Cronograma de recebimento via Caixa Tem
A abertura das contas digitais (Caixa Tem) para crédito do Bolsa Família está sendo feita de forma escalonada.

Os primeiros a receber os recursos com os serviços da Conta Poupança Social Digital foram os beneficiários de NIS com final 9 e 0, seguindo a data de crédito regular do Programa.

Na primeira etapa, que ocorreu em dezembro, cerca de 1,5 milhão de pessoas (16,5% do total de cidadãos com direito ao benefício neste período) receberam os valores do Bolsa Família pelo Caixa Tem. 

Em janeiro de 2021, mais 2,2 milhões de famílias receberam os recursos com os serviços da Conta Poupança Social Digital, com o NIS terminado em 6, 7 ou 8. 

Em fevereiro, os beneficiários com Número de Identificação Social (NIS) terminado em 3, 4 e 5 começaram a receber o Bolsa Família via poupança social digital, Caixa Tem. 

Em março, chega a vez dos últimos beneficiários começarem a receber via Caixa Tem. Serão contemplados aqueles com NIS terminado em 1 ou 2.

Mês a mês, de acordo com o último digito no NIS, os beneficiários recebem o benefício do Bolsa Família com os serviços da Conta Poupança Social Digital, conforme calendário:

  • Dezembro de 2020 – beneficiários com NIS terminado em 9 ou 0
  • Janeiro de 2021 – beneficiários com NIS terminado em 6, 7 ou 8
  • Fevereiro de 2021 – beneficiários com NIS terminado em 3, 4 ou 5
  • Março de 2021 – beneficiários com NIS terminado em 1 ou 2

Com informações do site: TV Jornal