quinta-feira, 4 de fevereiro de 2021

Valor de R$ 1,3 bilhão não sacado do auxílio emergencial é devolvido ao governo federal


 
Foto: Reprodução

O governo federal recebeu de volta aos seus cofres um valor total R$ 1,3 bilhão não sacado do auxílio emergencial. Segundo dados da União divulgados nesta quinta-feira (4), cerca de 1,4 milhão de pessoas não fizeram uso do valor destinado ao público de baixa renda durante a pandemia de covid-19 em 2020.

Existe um prazo estipulado para saques do auxílio. O beneficiário tem até 90 dias (três meses) para movimentar os valores a partir do crédito na poupança social digital. Caso este beneficiário seja do Bolsa Família e esteja recebendo o valor, tal prazo sobre para 270 dias (nove meses).

O calendário de liberação dos saques do auxílio emergencial foi encerrado no último dia 28 de janeiro. Ao todo, quase 68 milhões de pessoas receberam as parcelas, que por cinco meses foram de R$ 600 e depois foram de R$ 300 por quatro parcelas. No total, foi gasto aproximadamente R$ 290 bilhões.

Estimativas divulgadas pelo “Fantástico”, da TV Globo, mostram que 20 milhões de pessoas podem ficar abaixo da linha da pobreza extrema, e 63 milhões abaixo da linha da pobreza com o fim do auxílio. Com o aumento de casos da covid-19 no Brasil, discute-se um retorno do valor, mas o governo federal tem receios quanto a isso por conta do impacto econômico e do endividamento.

Com informações do site:  ajunews - Eduardo Costa