segunda-feira, 15 de fevereiro de 2021

Renda Família é aprovado no valor de R$ 300; saiba quem tem direito e como solicitar


 
Foto: Reprodução
Você sabia? O programa Renda Família foi aprovado no valor de R$ 300. Um novo benefício começará a ser pago para as famílias carentes com a criação do novo benefício. De acordo com a medida, os valores serão liberados para cidadãos da cidade de Goiânia, capital de Goiás.

A medida já foi publicada no Diário Oficial, devendo ser regulamentada nos próximos 30 dias. Inicialmente, a proposta tem validade de seis meses, a fim de auxiliar as famílias mais carentes da cidade, principalmente no enfrentamento do novo coronavírus.

A princípio, a data que começará os pagamentos do Renda Família ainda não foi revelada pela pasta responsável pelo benefício.  Segundo informações do secretário municipal de Finanças, Alessandro Melo, o processo já está em fase de escolha da empresa para confecção e repasse dos cartões que serão utilizados pelos beneficiários em compras nos supermercados da cidade.

“Agora que foi aprovado na Câmara, vamos liberar o portal de cadastramento das famílias. Vai ser uma espécie de cartão-alimentação para os beneficiários comprarem apenas em supermercados na capital. Não vão poder gastar em restaurante ou bar”, revelou o secretário.

Inicialmente, o Governo Federal pretende atender aproximadamente 23.908 famílias. O impacto mensal disso é n valor de R$ 7.206.102, o que equivale a 10% do valor arrecadado por meio do IPTU na capital. A expectativa é que o benefício seja liberado de acordo com o rito estabelecido pelo prefeito Rogério Cruz na semana passada.

Requisitos para recebimento do benefício

Para receber o benefício, o cidadão deverá ser maior de 18 anos e morar em uma casa avaliada em igual ou inferior a R$ 100 mil. Além disso, um outro requisito é que o beneficiário não seja um trabalhador formal, ou seja, com carteira assinada.

De acordo com o chefe do executivo municipal, os beneficiários do programa receberão um cartão, que preferencialmente serão entregues as mulheres responsáveis pelo lar. O objetivo principal é repassar os valores a  fim de auxiliar nas despesas de alimentação, uma vez que os números de desempregados subiram de forma espantosa na cidade.

O portal para cadastro deve ser disponibilizada pela prefeitura nos próximos dias. Para realizar a inscrição, o cidadão deverá informar o CPF e todos os integrantes maiores de 16 anos residentes do imóvel. Ainda será exigido a informação do número da inscrição da casa.

Fonte: Notícias Concursos