quarta-feira, 3 de fevereiro de 2021

Currículo perfeito para concorrer a uma vaga em home office: Confira as dicas


 
Foto: Reprodução
Currículo perfeito para concorrer a uma vaga em home office: Confira as dicas. A pandemia de coronavírus trouxe o home office para muitas empresas. Especialistas acreditam que a tendência permanecerá mesmo após a vacinação e orientam que os currículos priorizem habilidades com tecnologia e informem se há disponibilidade para o teletrabalho.

QUAIS TECNOLOGIAS DOMINA?
Então, para conquistar as novas vagas que estão surgindo, a principal dica de Rogerio Bragherolli, economista especialista em capital humano e empregabilidade, é valorizar a possibilidade de trabalhar de casa e detalhar com quais tecnologias está familiarizado. É também importante mostrar que tem um espaço dedicado ao trabalho e boa internet.

A psicóloga Tatiane Cristine Froelich, especialista em gestão de pessoas e consultora da PUC-RS Carreiras, diz que o candidato que deixa claro que quer apenas vagas home office corre risco de ser eliminado em processos para trabalhos presenciais ou híbridos.

“É necessário ter muita clareza na descrição desta informação. Se a sua disponibilidade é unicamente atuar em vagas home, deixe explícita esta informação. Mas se você está disponível para atuar presencialmente, em home ou em modelo híbrido, vale sinalizar nas informações adicionais que tem infraestrutura para trabalhar em casa, se for preciso”, afirmou.

5 DICAS IMPORTANTES
Destaque as habilidades com tecnologia e softwares digitais logo no topo da apresentação profissional
Priorize informações relacionadas à possibilidade de home office
Destaque que tem um espaço dedicado, computador, internet e experiência em trabalhar em casa
Crie um currículo digital com no máximo duas folhas, com linguagem simples e leitura amigável, com layout profissional e convidativo: espaçamento entre linhas e destaques em negrito somente para as informações que devem ser ressaltadas
Inclua o endereço de redes sociais que possam contribuir com sua imagem pessoal e profissional
O QUE SEMPRE IMPORTA NUM CURRÍCULO
Habilidades, experiências e atenção aos requisitos que as vagas pedem são itens que não mudam na elaboração do currículo.

Ele é uma carta de apresentação: precisa ter informações básicas, de formação e experiências anteriores.

Rogerio Bragherolli diz que o currículo deve ser sempre atualizado. “É muito comum você fazer a primeira versão e logo em sequência realizar uma série de atualizações.”

COMO MONTAR SEU CURRÍCULO?
O economista Rogerio Bragherolli sugere como montar um currículo. Ele diz que uma boa forma é dividi-lo em quatro partes:

1ª parte: dados pessoais

Escreva resumidamente, mas em destaque, dados pessoais, como nome, endereço, email, telefone, estado civil, idade, número de filhos etc. É possível omitir algumas informações, como idade, número de filhos e estado civil.

Após isso, coloque o objetivo profissional. Por exemplo: diretor comercial, finanças, secretária executiva, executivo de RH.

2ª parte: qualificações

Mencione brevemente seus pontos fortes, experiências especiais, faculdade ou cursos de destaque, suas competências técnicas e comportamentais, fluência em línguas.

Uma dica: caso não tenha experiência profissional, explore suas melhores virtudes, sua formação acadêmica e competências comportamentais, como trabalho em grupo e iniciativa.

3ª parte: experiências

Fale das suas experiências, responsabilidades e suas realizações de seu último trabalho. Coloque na ordem cronológica inversa (do trabalho mais recente para o mais antigo).

Destaque números relevantes, índices que comprovem a performance e verbos de ação como “aumentei”, “montei”, “negociei”, “desenvolvi”, “implementei”, entre outros. Informe aqui também o nome da empresa, sua função e as respectivas datas.

Se você é um iniciante, pule esta parte e dê mais ênfase nas suas qualificações e na formação acadêmica por mais simples que elas sejam.

4ª parte: atividades extracurriculares

Mostre suas atividades extracurriculares, como voluntariado, participação em grupos de estudos, centros acadêmicos etc. Na formação acadêmica, inclua o nome do curso, a duração e o nome da instituição.

Receba dicas para investir e fazer o seu dinheiro render. 

Fonte: Economia Uol