sexta-feira, 5 de fevereiro de 2021

Concurso PF 2021 recebe inscrições para 1.500 vagas até terça, 9


 
Foto: Reprodução
A espera acabou! Foi publicado o edital do concurso PF 2021 com 1.500 vagas. As chances são em cargos de nível superior, que proporcionam salários de até R$24.150,74, de acordo com a carreira. O regime de contratação é o estatutário, com estabilidade. As inscrições estão abertas !

A aguardada seleção teve seu documento com todas as regras divulgado no Diário Oficial da União e você confere a íntegra a seguir:
As carreiras têm jornada de trabalho de 40 horas semanais e já contam com a distribuição por cargo confirmada, sendo:

Agente de polícia  - 893 vagas
Escrivão de polícia  - 400 vagas;
Papiloscopista policial federal  - 84 vagas;
Delegado de polícia  - 123 vagas.

As vagas oferecidas são em formato nacional, ou seja, sem distribuição por regiões. A Polícia Federal convocará de acordo com suas necessidades. A Região Norte e as faixas de fronteira são os locais com mais vagas disponíveis.

Conheça os cargos ofertados
► Agente de polícia
O destaque, como esperado, é para o cargo de agente de polícia. Essa é a carreira com maior demanda dentro da corporação.

Ela é a responsável pela maior parte das vagas, exigindo graduação em qualquer área ou curso de tecnólogo mais carteira nacional de habilitação na categoria B ou superior. São 893 vagas para esse cargo, que proporciona R$12.980,50 já somado com o auxílio-alimentação de R$458.

Considerando os excedentes, a PF espera contar com 1.191 novos agentes de polícia.

► Escrivão de polícia
A carreira de escrivão costuma ser bem procurada, também. Ela é mais uma que exige nível superior em qualquer área.

No lugar da graduação, também é aceito curso de tecnólogo. Além disso, é preciso ainda de carteira nacional de habilitação na categoria B ou superior. São 400 vagas para esse cargo, que proporciona ganhos de R$12.980,50 já somado com o auxílio-alimentação de R$458.

São 400 vagas para o cargo, mas um total de 533 deverão ser convocados considerando os excedentes.

► Papiloscopista de polícia
A Polícia Federal também terá oportunidades para papiloscopistas. A carreira exige nível superior em qualquer área ou curso de tecnólogo.

Os interessados ainda precisam de carteira nacional de habilitação na categoria B ou superior. São 84 vagas para esse cargo, que proporciona remuneração de R$12.980,50 já somado com o auxílio-alimentação de R$458. Considerando excedentes, 112 deverão ser contratados.

► Delegado de polícia
Diferentemente das demais, a carreira de delegado é mais específica e exige nível superior em Direito.

É preciso, ainda, de experiência jurídica ou policial de três anos, além de CNH na categoria B ou superior. São 123 vagas para esse cargo, que proporciona remuneração de R$24.150,74 já somado com o auxílio-alimentação de R$458. Com excedentes, a PF programa convocar 174 aprovados.
Cronograma do concurso PF 2021
♦ Publicação do edital: 15/01/2021
♦ Início das inscrições: 22/01/2021
♦ Término das inscrições: 09/02/2021
♦ Pagamento da taxa: até 03/03/2021
♦ Divulgação dos locais de prova: 11/03/2021
♦ Provas objetiva e discursiva: 21/03/2021
♦ Gabaritos das provas: 23/03/2021
♦ Resultado final na prova objetiva e resultado provisório nas provas discursivas: 09/04/2021
♦ Resultado final nas provas discursivas e convocação para o teste de aptidão física: 27/04/2021
♦ Aplicação do teste de aptidão física: 1º e 2/05/2021
♦ Resultado provisório no teste de aptidão física: 12/05/2021
♦ Realização da avaliação médica (presencial): 5 e 6/06/2021
Inscrições do concurso PF estão abertas
As inscrições do concurso PF foram abertas nesta sexta-feira, dia 22 de janeiro.Quem ficou interessado deve ficar atento ao calendário para não perder nenhuma data. O prazo para cadastros vai somente até o dia 9 de fevereiro.

As inscrições serão recebidas pelo site do Cebraspe, organizador da seleção . A banca será a responsável, também, pelas principais etapas de seleção.

O primeiro passo será preencher o formulário com todos os dados para cadastro, no site da banca. Em seguida, imprimir o boleto e quitar a taxa de inscrição, que foi confirmada no valor de:

Agente - R$180
Escrivão - R$180
Papiloscopista - R$180
Delegado - R$250
Essa taxa poderá ser pago até o dia 3 de março, sendo que o pagamento deverá ser feito por meio de Guia de Recolhimento da União, em qualquer banco. Além disso, candidatos inscritos no programa CadÚnico, membros de família baixa renda ou doadores de medula óssea, poderão solicitar isenção do valor durante todo o período de inscrição. Os concorrentes deverão enviar a documentação comprobatória.

O que precisa ter para concorrer no próximo concurso PF?
Carreira Requisitos Remuneração 
Agente Nível superior em qualquer área + CNH R$12.980,50
Escrivão Nível superior em qualquer área + CNH R$12.980,50
Papiloscopista Nível superior em qualquer área + CNH R$12.980,50
Delegado Nível superior em Direito, experiência de três anos + CNH R$24.150,74

Concurso PF tem provas confirmadas para 21 de março
A data mais esperada do concurso da Polícia Federal foi confirmada no edital de abertura. As provas objetiva e discursiva serão realizadas no dia 21 de março, um domingo. 

Para agente, escrivão e papiloscopista as avaliações serão realizadas no turno da tarde com duração de quatro horas e 30 minutos. Para delegado, as avaliações acontecerão pela manhã (prova objetiva, com três horas e 30 minutos de duração) e à tarde (discursiva, com cinco horas de duração).

Os exames serão aplicados nas 26 capitais,  além do Distrito Federal, podendo ter novos locais de acordo com a demanda de inscritos.

A Polícia Federal e o Cebraspe devem realizar um esquema especializado para a aplicação desses exames, muito por conta da pandemia do novo Coronavírus.

Essa primeira fase terá caráter eliminatório e classificatório. Todos os cargos terão provas aplicadas no mesmo dia e horário. A prova objetiva será composta por 120 questões, contendo disciplinas de Conhecimentos Gerais e Específicos, que variam de acordo com cada cargo.

A prova será no estilo Certo ou Errado, tradicional do Cebraspe. Para agente, escrivão e papiloscopista a avaliação será dividida por três blocos da seguinte forma:

Prova objetiva do agente:
Bloco I, com 60 questões: Língua Portuguesa, Noções de Direito Administrativo, Noções de Direito Constitucional, Noções de Direito Penal e de Direito Processual Penal, Legislação Especial, Estatística e Raciocínio Lógico.

Bloco II, com 36 questões: Informática

Bloco III, com 24 questões: Contabilidade Geral

Prova objetiva do escrivão:
Bloco I, com 60 questões: Língua Portuguesa, Noções de Direito Administrativo, Noções de Direito Constitucional, Noções de Direito Penal e de Direito Processual Penal, Legislação Especial, Estatística e Raciocínio Lógico.

Bloco II, com 36 questões: Informática

Bloco III, com 24 questões: Contabilidade Geral e Arquivologia

Prova objetiva do papiloscopista:
Bloco I, com 60 questões: Língua Portuguesa, Noções de Direito Administrativo, Noções de Direito Constitucional, Noções de Direito Penal e de Direito Processual Penal, Legislação Especial, Estatística e Raciocínio Lógico.

Bloco II, com 36 questões: Informática.

Bloco III, com 24 questões: Biologia, Física e Química.

Será aprovado na objetiva do agente, escrivão e papiloscopista o candidato que obtiver pelo menos 48 pontos na prova, além de, no mínimo, seis pontos no bloco I, três no bloco II e dois no bloco III.
 

Para o delegado serão 120 questões objetivas de Direito Administrativo Direito Constitucional, Direito Civil, Direito Processual Civil, Direito Empresarial, Direito Internacional Público e Cooperação Internacional, Direito Penal, Direito Processual Penal, Criminologia, Direito Previdenciário, Direito Financeiro e Tributário. 

Será aprovado na objetiva do delegado o candidato que obtiver pelo menos 48 pontos na prova. O resultado da avaliação objetiva está previsto para 9 de abril.

O exame discursivo também vai variar de acordo com a carreira. Todos os cargos, exceto o delegado, realizarão um texto dissertativo de no máximo 30 linhas. O delegado, por sua vez, terá pela frente três questões dissertativas e a elaboração de peça profissional.

Outras etapas de seleção do concurso PF
Os concorrentes ainda terão pela frente outras etapas de seleção, podendo eliminar ou classificar, que serão:

Exame de aptidão física;
Prova oral (somente delegado);
Avaliação médica;
Avaliação psicológica;
Avaliação de títulos (somente delegado);
Prova prática de digitação (somente escrivão).
Investigação social;
Curso de formação.
Mais de 4 mil discursivas serão corrigidas
O edital do concurso PF terá um bom número de provas discursivas sendo corrigidas, o que deve impactar diretamente no número de aprovados do concurso.

De acordo com o edital de abertura, serão 4.507 provas discursivas corrigidas, se somados todos os quatro cargos, sendo:

► Agente - 2.675 provas corrigidas
► Escrivão - 1.200 provas corrigidas
► Delegado - 376 provas corrigidas
► Papiloscopista - 256 provas corrigidas

TAF do concurso PF será eliminatório
Como já esperado, o teste físico do concurso PF será obrigatório para todos os candidatos e terá caráter eliminatório.

É importante destacar que somente serão convocados os aprovados na prova discursiva. O exame está previsto para ser realizado nos dias 1 e 2 de maio. Serão cobrados os seguintes testes:

• Teste em barra fixa;
• Teste de impulsão horizontal;
• Teste de natação (50 metros);
• Teste de corrida de 12 minutos.

O prazo de validade do concurso será de dois anos, contados a partir da homologação do resultado final, podendo ser prorrogado pelo mesmo período.

Como funciona o Curso de Formação Profissional
A última etapa do concurso PF é o Curso de Formação Profissional, realizado na Academia Nacional de Polícia, no Distrito Federal. A diretora de Gestão de Pessoal da Polícia Federal, Cecília Silva Franco, explicou como deve funcionar essa fase.

Detalhes do curso
Está confirmada a realização do Curso de Formação integralmente na Academia Nacional de Polícia (em Brasília).

A gente tem todo um projeto de ampliação inclusive para conseguir de fato formar mais policiais ao mesmo tempo.

O formato e duração do curso ainda estão em processo de revisão, até baseando-se em como foram os últimos cursos.

Então tem muita coisa para ser revista. Isso já é revisto naturalmente a cada término de curso. Revisamos grade-horária e quantidade de horas sempre no intuito de melhorar.

A gente costuma ver com as unidades que recebem os policiais. Como esse policial recém formado chegou?

O que a unidade percebe que, eventualmente, poderia ser aprimorado. Então a cada curso de formação naturalmente a Polícia Federal faz essa revisão.

E agora a gente está fazendo já pensando também em reformular o próprio curso ou manter pontos do que foi agora no passado, um pouco mais reduzido em razão da pandemia. A gente não sabe em qual cenário estaremos lá (no curso).

Por mais que tenha expectativa de vacina e tudo mais, a gente tem que trabalhar todos os planejamentos para todos os cenários.
Tem o planejamento do curso que vai ser maior ou mais reduzido com uma complementação da formação, após a nomeação em estágio de investidura.

No Curso de Formação o valor da bolsa é R$50% do subsídio. Tem alunos que chegam e já são servidores públicos. Então, dependendo do afastamento dele, o valor do salário é mantido. Mas, em não sendo uma situação dessa, são os R$50% do subsídio.

Em relação à internato, nós já tivemos vários formatos de cursos. Já houve cursos em que era livre. Era disponibilizado o alojamento, mas o aluno poderia optar por ficar na Academia ou fora, até porque recebe o subsídio. Já tivemos curso que o internato era só de segunda a sábado. No sábado, após meio-dia, o aluno estava liberado para passar o fim de semana fora e tinha que retornar no domingo à noite.

Neste último agora tivemos um formato excepcional em virtude da pandemia, que era internato total. O aluno não saia sequer no fim de semana. Mas essa foi uma medida extrema para controle da disseminação da doença.

Não está definido ainda como será o próximo curso, mas internato total como foi esse só em um cenário extremo da pandemia. Queremos acreditar que para o segundo semestre tenhamos um cenário mais favorável para que não seja preciso fazer isso.
 

Etapas constantes no Curso de Formação Profissional como na PRF
A Polícia Federal já faz isso há alguns anos. Durante o curso pode ser detectada alguma situação psicológica ou física que seja necessário submeter o candidato a uma avaliação mais criteriosa, que pode resultar na sua eliminação.

Todos estão sujeitos a isso, mas as eliminações nesses quesitos são poucas mesmo. Porque realmente são para casos que se mostram muito graves.

São casos que costumamos dizer assim: se esse candidato tivesse passado sem a percepção da Polícia, seria um policial com aposentadoria muito precoce. E realmente essa análise dos psicólogos e médicos gera essa oportunidade. É algo que demonstrou-se bastante necessário e foi aplicado com sucesso.

Curso de Formação Profissional e escolha de lotação
A nota que o candidato obteve na primeira etapa do concurso serve apenas para classificação e convocação para o curso. No CFP ele é submetido a várias provas, teóricas e práticas, inclusive operacionais.

Esse somatório de notas dele que dá uma média e ao final há uma classificação final do desempenho no curso de formação. E aí haverá uma lista de vagas e os candidatos escolhem seguindo a lista de classificação.

Para que o pessoal entenda, antes dessa disponibilização de vagas para quem está no curso, a gente faz um concurso de remoção interna da Polícia Federal. Então primeiro a gente abre oportunidade para quem já é servidor e quer se movimentar em nível nacional.

O apanhado dessas vagas é oferecido no curso de formação. No edital a gente até já prevê que, prioritariamente, esses candidatos serão lotados nas unidades da Região Norte e na faixa de fronteira. Porque costuma ser esse o movimento. Ao longo do tempo, quem ingressa poderá pleitear outras lotações.

Região Norte e fronteiras terão maior parte das vagas
A lotação dos aprovados no concurso PF 2021 será, em sua maior parte, na Região Norte e nas faixas de fronteiras. 

"Todas as unidades da Região Norte devem realmente ser contempladas com vagas. Fora essa região, há uma faixa de fronteira com grande necessidade no Mato Grosso, Mato Grosso do Sul, Rio Grande do Sul e Paraná, especialmente Foz do Iguaçu e Guaíra", disse a diretora de Gestão de Pessoal da PF.

Ainda sobre convocações, a PF estima aproveitar bastante o cadastro de reserva, convocando excedentes. A princípio, serão 2 mil aprovados convocados, mas outros candidatos aptos poderão ser chamados também.

"É possível que a gente solicite um quantitativo ainda maior que esse (2 mil vagas) a depender da situação de momento", disse Cecília Silva Franco. 
Concurso PF: confira cursos para você se preparar

Está em busca de uma preparação adequada, sem enrolação e completa? A Folha Dirigida lançou a Folha Cursos, com materiais e uma equipe de professores especializados.

E o melhor de tudo: aqui você encontra cursos e materiais específicos para o concurso PF 2021.

Confira a seguir os cursos preparatórios já disponíveis!
Por cargo
Polícia Federal - Agente de Polícia Federal 
Polícia Federal - Escrivão de Polícia Federal 
Por carreira
Policiais Federais.


Com informações do site: Folha Dirigida