quinta-feira, 11 de fevereiro de 2021

Cartão de crédito sem limite realmente existe?


 
Foto: Reprodução
Talvez você já tenha escutado por aí sobre instituições financeiras que oferecem cartão de crédito sem limite. A princípio, o que parece fazer brilhar os olhos, como compras de bens com altos valores e possibilidade de parcelamento mantendo o poder aquisitivo na ferramenta, por exemplo, pode não ser tão simples assim.

Mesmo algumas empresas utilizando o termo “cartão de crédito sem limite”, o mais correto seria nomear “sem limite predeterminado”. Mas, o que isso quer dizer? Confira a explicação logo a seguir.

Limite do cartão de crédito: como funciona?
Como o nome sugere, o limite do cartão de crédito representa o valor emprestado pela instituição financeira ao consumidor para a realização de compras, pagamento de contas ou saques.

O serviço funciona quase como um empréstimo. Mensalmente, a pessoa tem o valor pré-aprovado pelo banco para utilização no prazo médio de 30 dias. A partir daí, é necessário pagar aquilo que foi gasto no prazo de vencimento da fartura para não ocorrer a incidência de juros.

Em resumo, o limite de um cartão nada mais é que o valor de crédito disponibilizado pela instituição. Ele possui um saldo máximo que define até quanto o usuário pode gastar em transações com a ferramenta, de modo que ele não deve ser ultrapassado (salvo casos em que há o limite de emergência habilitado).

As instituições consideram vários fatores antes de estabelecer a quantia oferecida para o limite de um cartão de crédito. Entre os indicativos, incluem-se questões relacionadas à renda, histórico como pagador, bens em nome do titular, além de outros aspectos da vida financeira.

Se não há cartão de crédito sem limite, o que existe, então?
A grande maioria dos cartões e crédito oferecidos no Brasil contam com um limite de crédito preestabelecido para o contingente de despesas. Mesmo quando não aparece o valor desse limite de forma explícita, isso não significa que o poder de compra é infinito.

Por meio do comportamento de compra e histórico de pagamentos, a operadora do cartão consegue estabelecer o perfil financeiro de cada cliente. Sendo assim, dificilmente alguma empresa oferecerá um cartão de crédito sem limite. Isso daria margem para o cliente perder o controle e acabar não pagando o empréstimo do montante.

Basicamente, os cartões considerados unlimited (do inglês, “sem limite”), na realidade, são apenas ferramentas que não possuem um valor específico à mostra. Sendo assim, existe sim a possibilidade de haver transações recusadas caso o banco perceba que o cliente está indo além das suas possibilidades de arcar com a fatura.

Cartão de crédito sem limite x cartão de crédito com limite alto
A principal diferença entre os dois está no cliente saber, ou não, o limite disponível para compra de forma exata. É importante lembrar que, tanto os cartões de limite alto quanto aqueles sem limite predeterminado são liberados apenas para uma pequena parcela da população.

Apesar de parecer uma vantagem, o acesso a tanto crédito pode ser arriscado. Isso porque limite não é orçamento, ou seja, trata-se de um dinheiro emprestado pelo banco, que posteriormente deverá ser retornado a ele. Por isso, é importante que o consumidor não caia na armadilha de gastar mais do que pode. O excesso descontrolado nos gastos pode gerar endividamento e até mesmo eventuais problemas com a Justiça.

Com informações do site: editalconcursosbrasil