quarta-feira, 10 de fevereiro de 2021

Bolsonaro diz que quer reduzir imposto federal sobre combustíveis


 
Foto: Reprodução
O presidente Jair Bolsonaro diz que quer reduzir imposto federal sobre combustíveis. Assim, o Bolsonaro teve uma reunião com a equipe econômica nesta segunda-feira (8), para discutir esse tema. Inicialmente, o foco é apenas no diesel, mas a redução deve se estender a outros tipos de combustível.

Contudo, o Presidente também ressalvou que, para isso, é necessário encontrar uma outra fonte de receita para compensar essa perda de arrecadação.
Sendo assim, para o governo, os tributos federais e estaduais são altos, bem como a margem de lucro das distribuidoras e postos de gasolina. Bolsonaro ainda afirmou que não pode interferir na Petrobras para diminuir os valores, e que não tem intenção de interferir no ICMS. Esse é o principal imposto cobrado pelos estados.

É provável que você também goste:

Capitais criaram auxílios emergenciais próprios [Saiba se você tem direito]

Ambev oferece auxílio de R$ 255 para ambulantes

Auxílio emergencial pode voltar, mas apenas para metade dos beneficiários

Bolsonaro diz que quer reduzir imposto federal sobre combustíveis
Ainda na sexta-feira (5), pressionado por caminhoneiros, o presidente anunciou que proporia ao Congresso um projeto de lei para mudar as regras do ICMS sobre combustíveis. O plano foi decidido durante reunião com ministros e o presidente da Petrobras, Roberto Castello Branco.
Dessa forma, o presidente afirmou que, entre outras coisas, o que mais encarece o combustível são os impostos.

O imposto federal é alto. O estadual é alto. A margem de lucro das distribuidoras é grande. E a margem de lucro dos postos também é grande. Então está todo mundo errado, no meu entendimento. Pode ser que eu esteja equivocado. Agora, como diminuir isso aí, porque ninguém quer perder. Hoje tenho uma reunião com a equipe econômica, mais uma vez, tive na semana passada, para ver se bate bate o martelo. Queremos diminuir os impostos federais”

Jair Bolsonaro.

Bolsonaro alega que para diminuir impostos, é preciso encontrar outra fonte de receita
Bolsonaro também fez uma ressalva em relação aos gastos públicos. De acordo com ele, para diminuir os impostos, pela lei existente, é preciso arranjar outro local para tirar o valor.

Não é novidade para ninguém, está previsto novo reajuste para os próximos dias. Vai ser uma chiadeira com razão? Vai. Eu tenho influência sobre a Petrobras? Não. Daí o cara fala: é presidente do que? Se votaram em mm, tem um montão de lei aí. Ou eu cumpro a lei ou vou ser ditador. E para ser ditador, vira uma bagunça o negócio. Ninguém quer ser ditador e não passa pela cabeça da gente”.

Jair Bolsonaro

Por fim, Bolsonaro também afirmou que, para cada litro de óleo diesel, é cobrado 33 centavos de PIS/Cofins, que é um imposto federal. Mas o presidente reclamou que o peso do ICMS é maior ainda. Além disso, em referência ao PT, ele também reclamou que um governo anterior tentou fazer novas refinarias, tendo gastado muito, mas sem terminá-las. Quanto à Petrobras, Bolsonaro disse que não é possível fazer a estatal diminuir o preço, sob o risco de haver desabastecimento.

Com informações do site: seucreditodigital