domingo, 31 de janeiro de 2021

Saque emergencial do FGTS pode ser liberado com valor menor


 
Foto: Reprodução
O Governo Federal vem sofrendo forte pressão para realizar uma nova prorrogação do Auxílio Emergencial. Na contramão dessa pressão o Ministério da Economia vem buscando novas alternativas para estimular a economia do país bem como reduzir os impactos da pandemia neste inicio de ano, sem que seja necessário aumentar os gastos públicos para tal.

Dentre as possibilidades do governo está o retorno do saque emergencial do Fundo de Garantia do Tempo de Serviço (FGTS). Para recordar, o saque emergencial do FGTS foi anunciado pelo governo no início da pandemia em 2020.

Durante o processo de liberação do fundo aproximadamente 51,5 milhões de trabalhadores puderam retirar até R$ 1.045 das contas do fundo, sendo elas, contas ativas (emprego atual) bem como contas inativas (empregos anteriores).

Valores reduzidos
A previsão é de que as regras para saque do FGTS emergencial sigam os mesmos moldes do ano passado, ou seja, liberando aos trabalhadores um saque das contas ativas e inativas do fundo de até um salário mínimo, valor esse que poderá ser sacado de até R$ 1.100 em 2021.

Porém uma nova rodada do saque emergencial este ano, mesmo que em si, possa liberar um valor de até R$ 1.100 pode significar um valor menor que o esperado, tendo em vista que a disponibilidade de recursos dos trabalhadores podem ser menores que um salário mínimo, justamente pelo saque realizado no ano passado.

Além disso, conselheiros do fundo estão receosos de que mais saques do FGTS possam ameaçar a rentabilidade dos investimento do Fundo de Garantia, tendo em vista que os lucros do fundo no ano passado caíram quase que pela metade.

Além disso é importante deixar claro aos trabalhadores que mais saques do FGTS sendo liberado significa menos saldo para casos de uma eventual demissão sem justa causa, ou ainda para o cidadão que queira utilizar o Fundo como entrada no financiamento de imóveis por programas como o Casa Verde e Amarela.

Porém uma nova rodada do saque emergencial este ano, mesmo que em si, possa liberar um valor de até R$ 1.100 pode significar um valor menor que o esperado, tendo em vista que a disponibilidade de recursos dos trabalhadores podem ser menores que um salário mínimo, justamente pelo saque realizado no ano passado.

Além disso, conselheiros do fundo estão receosos de que mais saques do FGTS possam ameaçar a rentabilidade dos investimento do Fundo de Garantia, tendo em vista que os lucros do fundo no ano passado caíram quase que pela metade.

Além disso é importante deixar claro aos trabalhadores que mais saques do FGTS sendo liberado significa menos saldo para casos de uma eventual demissão sem justa causa, ou ainda para o cidadão que queira utilizar o Fundo como entrada no financiamento de imóveis por programas como o Casa Verde e Amarela.

Com informações do site: Jornal Contábil