terça-feira, 26 de janeiro de 2021

Não tem dinheiro para pagar IPVA 2021? Veja como lidar com dívidas do início de ano


 
Foto: Reprodução

O início do ano é marcado por diversas despesas, como renovação de matrícula escolar e a compra dos materiais, IPTU e o bendito IPVA 2021 para quem possui um veículo. Porém, nem sempre é possível arcar com todas as despesas. Por isso, veja neste post cinco dicas de como lidar com essas dívidas de início de ano.

Muitos brasileiros passam o ano economizando os centavos para pagar o IPVA em cota única e conseguir descontos. Porém, diante da pandemia de Covid-19 e a crise instalada no país, muita gente ficou sem dinheiro para pagar o tributo.
Veja baixo algumas dicas, caso esteja nesta situação.

Descontos no IPVA 2021

Este ano os brasileiros já conseguiram um bom desconto com a isenção do Seguro DPVAT. Isso porque a Seguradora Líder, responsável pelo recolhimento e pagamento das indenizações do seguro, foi extinta após passar por investigações de mau uso do dinheiro.

Com isso, foi identificado que a seguradora possuía muitos recursos sem ser utilizados e, portanto, esse valor foi colocado para bancar as despesas do Seguro DPVAT 2021.

Atualmente, a Caixa Econômica é a empresa responsável pelo pagamento das indenizações deste ano.

Diante disso, a primeira dica é conferir o valor cobrado no Imposto sobre a Propriedade de Veículos Automotores, que varia de acordo com a alíquota estadual e o modelo do automóvel. Por exemplo, os veículos mais novos possuem IPVAs mais caros.

Cuidado com a data do vencimento

Deixar de pagar o imposto, além de impedir o condutor de trafegar com o veículo, também gera multa por atraso, juros diários e impede o licenciamento. Após 60 dias, o débito poderá entrar na dívida ativa.

Parcelamento do IPVA 2021

Mesmo que a grana esteja curta, é melhor pagar de forma parcelada, do que ficar em dívida e gerar todos os problemas falados no tópico anterior. Com isso, é possível pagar o IPVA em três parcelas nos meses de janeiro, fevereiro e março.

Além disso, você pode parcelar em até 12 vezes no cartão de crédito. Dessa forma você consegue pagar durante todo o ano, com parcelas mais baixas, enquanto o tributo conta como quitado no Detran.

Com informações do site: FDR - GLAUCIA ALVES