quinta-feira, 21 de janeiro de 2021

Como solicitar indenização do DPVAT no Caixa Tem; veja passo a passo


 
Foto: Reprodução
Nesta semana a gestão de recursos e pagamentos das  indenizações do DPVAT (Seguro de Danos Pessoais Causados por Veículos Automotores de Via Terrestre) passarão a ser responsabilidade da Caixa Econômica Federal. Por conta da mudança de gestão, a forma de solicitação e pagamentos também sofreu mudanças.
Criado em 1974, o DPVAT paga indenizações em casos de morte, invalidez permanente total ou parcial e para o reembolso de despesas médicas e hospitalares em decorrência de acidentes de trânsito. As vítimas, sejam pedestres, motoristas ou passageiros, podem receber valores entre R$ 2,7 mil e R$ 13,5 mil.

Desde a última segunda-feira (18), o benefício já pode ser solicitado em qualquer agência da Caixa. Para isso, a vítima ou o beneficiário deve apresentar os documentos exigidos por lei, conforme a cobertura aplicável, para abrir o pedido.

Segundo a instituição, o pagamento da indenização acontece em até 30 dias após a aprovação da solicitação, com a quantia sendo depositada na Poupança Social Digital da Caixa, em nome da vítima ou do beneficiário. A movimentação da conta é feita pelo Caixa Tem.

Como pedir e receber a indenização
A solicitação dependerá da data em que aconteceu o sinistro e devem ser efetuadas em até três anos a contar do diagnóstico. Todas as indenizações são pagas de forma individual, sem importar quantas pessoas se envolveram no acidente. Acidentes que aconteceram até dezembro de 2020

Por exemplo, os acidentes ocorridos até o dia 31 de dezembro de 2020, seguem sob responsabilidade da Seguradora Líder, antiga responsável pelo DPVAT.

Lembrando que, todo o processo pode ser feito através do aplicativo Seguro DPVAT, pela central telefônica da Líder ou em um dos pontos físicos de atendimento.

Neste caso, o pagamento é depositado na conta corrente ou poupança do beneficiário num prazo de até 30 dias após a aprovação da solicitação.

Acidentes ocorridos neste ano

Já no caso dos acidentes ocorridos a partir do dia 1º de janeiro, as solicitações devem ser efetuadas nas agências da Caixa Econômica, e toda documentação exigida por lei deverá ser apresentada pelo solicitante.

Aos beneficiários que ainda não possuem esta conta, a Caixa informa que a mesma abrirá uma automaticamente.

Para que os interessados possam tirar suas dúvidas, a Caixa lançou uma página sobre o seguro DPVAT. Ou quem preferir pode tirar as dúvidas pelo telefone 0800 726 0207.

Documentos exigidos na solicitação do DPVAT

Para todos os casos serão solicitados, cópias de documento de identificação da vítima, comprovante de residência e do boletim de ocorrência do acidente.
Porém também serão pedidos documentações específicas para cada tipo de indenização tais como:
 
Despesas médicas e ambulatoriais
Boletins de atendimentos médico-hospitalares, ou similares, comprovantes de gastos acompanhados dos respectivos pedidos e/ou receituários médicos, e cópias do laudo da lesão e dos exames realizados.

Invalidez permanente
Será solicitado o laudo do Instituto Médico Legal (IML) onde consta a extensão das lesões físicas ou psíquicas da vítima, boletim de atendimento médico hospitalar ou ambulatorial, e relatório detalhado do tratamento.

Morte
Será pedida a Certidão de óbito.

Sobre o Caixa Tem
O CAIXA Tem é o novo aplicativo da CAIXA criado para facilitar o acesso de todos os brasileiros a serviço sociais e a diversas transações bancárias.

O app está disponível para download nas lojas Android e iOS.

Com esse app é possível fazer compras na internet utilizando o Cartão de Débito Virtual, gerado gratuitamente no próprio app e, também, compras no comércio por meio de um QR Code gerado pelo lojista na própria maquininha do estabelecimento comercial.

Quem tem conta na CAIXA também pode consultar saldo e extrato, fazer pagamentos e transferências de até R$ 600 por transação e até R$ 1.200 por dia.

Os cidadãos que optaram por receber o Auxílio Emergencial em conta na CAIXA terão acesso a essa funcionalidade. Se você ainda não fez o cadastro ou busca mais informações, acesse Auxílio Emergencial.

Como funciona?

Qualquer pessoa pode baixar o aplicativo CAIXA Tem. Veja como é simples de usar.
Baixe o app
Para isso, é só acessar a Google Play Store ou a Apple Store e baixar o app CAIXA Tem. Atenção: neste momento o acesso é exclusivo aos beneficiários do Auxílio Emergencial, Saque Emergencial do FGTS e Auxílio BEm.

Acesse
O acesso é feito com o seu CPF e uma senha numérica de 6 dígitos que você cria na hora.
Use os serviços
Pronto! Depois de acessar, é só clicar no serviço que você quer usar e digitar o que precisa.
Identifique o seu celular
Para acessar informações da sua conta, fazer pagamentos e transferências com a mesma senha de acesso, você deve colocar o número do seu celular e aguardar uma mensagem SMS com um código para confirmar sua identificação.

Com informações do site:  n1n, por Débora Souza