sábado, 30 de janeiro de 2021

Bolsa Família volta a ser pago a beneficiários do auxílio emergencial


 
Foto: Reprodução
O auxílio emergencial pago durante a pandemia de coronavírus chegou ao fim, e o governo federal já retomou os pagamentos do Bolsa Família para os beneficiários do programa. Com a criação do auxílio, em abril do ano passado, o benefício social foi paralisado temporariamente.

Cerca de 95% das famílias inscritas no Bolsa Família migraram para o auxílio emergencial, ou seja, 12,4 milhões de famílias do universo de 14,2 milhões cadastradas no programa em 2020. De acordo com dados do Ministério da Cidadania, elas receberam parcelas de R$ 600 no começo do ano e R$ 300 após a prorrogação.

No último dia 18, os beneficiários começaram a receber os depósitos do Bolsa Família referentes a janeiro. Em média, cada família recebe R$ 190,57 por mês.

O critério principal para concessão do benefício é a renda mensal por pessoa, resultado da renda total da família divida pelo número de membros que a compõe. Confira os casos possíveis para aprovação no Bolsa Família.

Renda mensal de até R$ 89 por pessoa (situação de extrema pobreza): aprovação mesmo se a família não tiver crianças ou adolescentes em sua composição;
Renda mensal de R$ 89,01 até R$ 178,00 por pessoa (situação de pobreza): aprovação apenas se a família tiver crianças ou adolescentes em sua composição.

Calendário de pagamento 2021
Os pagamentos do Bolsa Família são feitos de acordo com o último número do Número de Identificação Social (NIS). Veja abaixo o calendário de pagamento do programa:


Com informações do site: Edital Concursos Brasil