quarta-feira, 30 de dezembro de 2020

Prazo para solicitar saque emergencial de R$ 1.045 termina na quinta-feira


 


Foto: Reprodução
Termina na próxima quinta-feira (31) o prazo para a solicitação do saque emergencial do Fundo de Garantia do Tempo de Serviço (FGTS), de R$ 1.045. O valor do saque considera a soma dos saldos das contas ativas e inativas do FGTS. São cerca de R$ 7,9 bilhões do saque emergencial, creditados nas contas poupança social digital e que voltaram para as contas vinculadas aos trabalhadores, segundo a Caixa.

 

Prazo para o saque emergencial
O saque emergencial teve definição pela Medida Provisória nº 946, de 7 de abril.  É possível consultar o valor e a data do saque no aplicativo do FGTS e no site da Caixa. Bem como através da Central Telefônica da Caixa, pelo número 111, ou pelo Internet Banking. A organização do saque é feita maneira semelhante ao do auxílio emergencial. Com datas para depósito em conta poupança social digital e para liberação de saques e transferências, de acordo com o mês de aniversário. Assim sendo, todos os créditos em poupança foram feitos até 21 de setembro.

Portanto, todos os trabalhadores que tiveram crédito feito podem movimentar livremente os valores até o final do ano. Entretanto, como a medida foi estabelecida por conta da pandemia e deve cumprir o estado de calamidade pública, que não continuará em 2021, o saque emergencial tem prazo em 31 de dezembro, junto de outros benefícios emergenciais.

 

Como fazer o saque?
Em suma, caso o trabalhador mude de ideia e decida retirar o dinheiro, ele pode fazer o saque emergencial de R$ 1.045 após solicitar à Caixa Econômica Federal até 31 de dezembro. “Caso o trabalhador queira receber o valor, poderá realizar a solicitação pelo aplicativo FGTS até o dia 31/12/2020. O valor será creditado na poupança social digital e poderá ser movimentado pelo aplicativo Caixa Tem”, informou o banco.

Para receber o FGTS emergencial após o prazo dado de 30 de novembro, é preciso fazer a atualização dos dados cadastrais. Os trabalhadores que ainda não receberam devem, então:

1-Acessar o aplicativo FGTS;
2-Complementar os dados cadastrais;
3-Por fim, solicitar o saque dos valores, que serão creditados na conta poupança social digital.
Logo em seguida, irá informar o valor e a data de crédito. Porém, não existe uma segunda liberação para aqueles que já receberam os valores ou para aqueles que recusaram informando a Caixa. Os trabalhadores podem entrar em contato nos canais de atendimento, no aplicativo FGTS, site fgts.caixa.gov.br, Central de Atendimento Telefônico Caixa 111, opção 2 ou Internet Banking CAIXA.

Com informações do site: dci