quarta-feira, 30 de dezembro de 2020

Como requerer a aposentadoria pela internet?


 


Foto: Reprodução

Antes de conhecer o passo a passo de como solicitar a aposentadoria pela internet, pelo Meu INSS, é necessário realizar alguns outros trâmites, sendo o primeiro relacionado ao cadastro na plataforma. 

Outro fator extremamente importante é conferir se todos os tempos de contribuição estão de acordo com o Cadastro Nacional de Informações Sociais (CNIS), tendo em vista a amplitude de períodos que podem não estar integrados ao sistema do Instituto Nacional do Seguro Social (INSS), ou ainda que não estejam corretos. 

Tais fatores podem afetar negativamente o cálculo da aposentadoria, por isso, a recomendação é para que o segurado conferia todos os dados minuciosamente antes de dar início ao procedimento. 

Realizar o cálculo da aposentadoria antes de pedir o benefício pode ser fundamental para auxiliar na identificação da regra adequada para aqueles que já cumpriram todos os requisitos. 

Uma outra dica é ter toda a documentação digitalizada no computador, hábito que facilita consideravelmente a indexagem de documentos, pois, ao ter todos os documentos necessários em mãos, o cadastro feito na plataforma, é possível dar início ao passo a passo. 

1º passo: selecione a opção “pedir aposentadoria”
Dentro do sistema haverá uma série de ícones a serem selecionados, a escolha deve considerar aquele que menciona “pedir aposentadoria” claramente 

Vale ressaltar que, neste menu será possível encontrar a aposentadoria por idade, por tempo de contribuição entre outras. 

Além disso, é extremamente importante conhecer a modalidade de aposentadoria que será solicitada pela internet, lembrando que uma pode ter mais vantagens do que a outra.

2º passo: escolha pela modalidade de aposentadoria 
Conforme dito anteriormente, se tratando de aposentadoria, é essencial saber qual das modalidades mais se enquadra com o perfil de cada segurado. 

Por isso, o contribuinte pode solicitar a aposentadoria por tempo de contribuição ou por idade, seja ela urbana ou rural, com as devidas atualizações após a Reforma da Previdência. 

Vale mencionar, que também há a aposentadoria para pessoas com deficiência, além daquelas concedidas nos demais países que possuem um acordo internacional firmado com o Brasil. 

3 º passo: responda às informações solicitadas
Após definir a modalidade de aposentadoria mais viável para o caso em questão pela internet, a plataforma dará início a uma série de questionamentos com o intuito de complementar o benefício a ser concedido. 

Por exemplo, se o segurado possui tempo especial, rural, fora do país, ou se já trabalhou como funcionário público, civil, militar ou como professor. 

Depois de responder a todas as questões, o INSS irá perguntar se o usuário autorizado os dados e se deseja alterar a data que ingressou com o pedido, para o dia em que cumpriu efetivamente com todos os requisitos. 

Neste caso, a resposta deve ser “sim”. 

4º passo: preencha os dados e anexe os documentos
Chegou a hora de enviar toda a documentação responsável por comprovar a veracidade dos dados fornecidos até o momento. 

Por isso, mantenha todos os documentos que contenham sua história trabalhista e de contribuições separados e organizados próximo à você, de preferência, que todos estejam escaneados. 

Vale mencionar que é possível escanear os documentos pela própria câmera do celular, contudo, as imagens precisam estar nítidas. 

Na sequência, basta escolher um dos diversos aplicativos gratuitos disponíveis no mercado online para este tipo de tarefa. 

No que se refere aos documentos para dar entrada na aposentadoria, são eles: 

Cópia da identidade e CPF ou CNH (importante que o RG possua o CPF impresso, caso contrário, deverá ser anexado o cartão do CPF também);
Carteira de Trabalho com o histórico dos empregadores;
CNIS – Cadastro Nacional de Informações Sociais, que constam todas as contribuições e valores do segurado;
Comprovante de Residência;
Requerimento por escrito;
Comprovantes de períodos de atividade especial, no exterior e rural.
A plataforma possui uma limitação de 50MB para o envio dos arquivos, portanto, fique atento aos documentos anexados.

Lembrando que toda a documentação que apresente o seu histórico de segurado é preciosa para adquirir a aposentadoria, no entanto, se surgir alguma dúvida sobre o documento, basta encaminhá-lo da mesma maneira, pois, antes pecar pelo excesso do que pela falta. 

5º passo: concluir a operação
Ao encerrar o protocolo, será preciso informar o CEP da residência para que a plataforma consiga indicar o posto de atendimento da Previdência Social mais próximo 

Na sequência, também irá aparecer um campo para as informações bancárias. 

Após fornecidos todos os dados, o usuário poderá conferir um resumo de todas as informações prestadas, além de visualizar a solicitação da confirmação de que todos as declarações são verdadeiras. 

Por fim, basta selecionar a alternativa positiva e confirmar as informações acima, em seguida, clique em avançar.

E pronto, o pedido foi concluído com sucesso, agora, basta acompanhar na plataforma do Meu INSS, a análise de aposentadoria e se o pedido será concedido ou negado pelo instituto.

Dica Extra do Jornal Contábil: Compreenda e realize os procedimentos do INSS para usufruir dos benefícios da previdência social. 

Já pensou você saber tudo sobre o INSS desde os afastamentos até a solicitação da aposentadoria, e o melhor, tudo isso em apenas um final de semana? Uma alternativa rápida e eficaz é o curso INSS na prática: 

Trata-se de um curso rápido, porém completo e detalhado com tudo que você precisa saber para dominar as regras do INSS, procedimentos e normas de como levantar informações e solicitar benefícios para você ou qualquer pessoa que precise. 

Não perca tempo, clique aqui e domine tudo sobre o INSS.

Com informações do site: jornalcontabil