quarta-feira, 16 de dezembro de 2020

Aplicativo do Caixa Tem vai liberar microcrédito fácil para compra da casa própria; Veja




Foto / reprodução
As operações de microcrédito do programa habitacional Casa Verde e Amarela, que substitui o Minha Casa Minha Vida, deverão ser realizadas por meio do aplicativo Caixa Tem que dentro de seis meses deve se tornar um banco digital com operações autorizadas pelo Banco Central.

A novidade foi anunciada pelo presidente da Caixa Econômica Federal, Pedro Guimarães, durante coletiva para divulgação de resultados. Ele afirmou que inicialmente o Caixa Tem deve disponibilizar microcrédito para no mínimo 10 milhões de pessoas e que “não há a menor possibilidade” de realizar uma operação tão grande se não via um banco digital.

De acordo com Guimarães, 85% do crédito imobiliário da Caixa tem origem em correspondentes do banco (como lotéricas e correspondentes bancários), que atuam em locais onde não há agências. Logo, esse o atendimento pelo app Caixa Tem vai atender as necessidades da Caixa.

Aumento de crédito imobiliário
Guimarães afirmou também que vai utilizar o Pix com forma de reforçar a segurança das operações por meio dos programas de crédito em massa no banco digital. Segundo o executivo, o banco já cadastrou 18,5 milhões de chaves Pix, destas 47% das pessoas que cadastram as senhas fizeram via aplicativo Caixa Tem, o que demonstra o avanço da bancarização no sistema financeiro.

“A bancarização é um fato. Essas pessoas entraram via Caixa Tem, se bancarizaram e hoje já têm movimentação bancária, inclusive no Pix”, declarou o presidente da Caixa.

A estatal registrou a maior contratação de crédito imobiliário da história para durante o terceiro trimestre de 2020, foram R$ 33,2 milhões. O valor é 21,5% superior que o registrado no segundo trimestre deste ano e 58,7% maior ao mesmo período de 2019.

“Retomamos ao nível operacional de antes do coronavírus e crescemos mais do que o ano passado. Aconteceu o mesmo em relação ao consignado”, afirmou o executivo. No crédito consignado, a contratação total foi de R$ 21,9 milhões no mesmo período, com crescimento de 60,6% no intervalo anterior e de 66,4% no mesmo período de 2019.

De julho a setembro deste ano, de acordo com Guimarães, foram destinados mais de R$ 356 bilhões em benefícios para cerca de 130 milhões de pessoas. O que significa que de 10 adultos, 8 recebem algum benefício, como auxílio emergencial, FGTS emergencial, programa de manutenção do emprego (BEm) e antecipação do PIS.

Auxílio emergencial: 67,8 milhões de pessoas receberam R$ 297,8 bilhões;
Abono salarial PIS: 6 milhões de pessoas. receberam R$ 4,6 bilhões;
FGTS emergencial:  60 milhões de pessoas receberam R$ 37,7 bilhões;
Programa Emergencial de Manutenção do Emprego e da Renda (BEm): 4,3 milhões de pessoas receberam R$ 15,8 bilhões.

Com informações do site: BrasilNews