segunda-feira, 7 de dezembro de 2020

A casa caiu! Governo anuncia medida contra quem recebeu o Auxílio Emergencial irregularmente


 
Foto / reprodução
Estima-se que mais de 2,6 milhões de pessoas tenham recebido os valores sem a real necessidade.

O Auxílio Emergencial foi uma medida adotada pelo governo para tentar ajudar as pessoas que ficaram desempregadas durante o período de pandemia. O governo estabeleceu o pagamento mensal de R$ 600 para as pessoas que estivessem desempregadas ou fossem integrantes do bolsa família.

Milhões de pessoas receberam o auxílio emergencial de forma irregular
Mas, muitas pessoas se aproveitaram da situação e agiram de má-fé, requisitando o benefício, mesmo sem se enquadrar nos requisitos pré-estabelecidos pelo Governo federal. Entre essas pessoas estão militares, pessoas com emprego eletivos, pessoas com rendimentos excedentes ao permitido e servidores públicos.  

>O Governo então decidiu tomar uma medida drástica e enviará através de SMS, uma mensagem para cada beneficiário irregular do auxílio emergencial. Estima-se que cerca de 2,6 milhões de pessoas devam ser cobradas por motivos de irregularidade na solicitação do benefício. 

Um SMS será enviado cobrando o valor
Os políticos estimam que se cada uma das pessoas contactadas devolvesse apenas uma parcela do benefício, seriam inseridos nos cofres públicos o valor de 1,57 bilhão de reais.
Uma quantia considerável visto a situação econômica do Brasil. Essas informações estão contidas em um ofício que a TV Globo obteve.

A devolução do dinheiro poderá ser feita por meio do pagamento de um boleto que enviará o valor de volta ao poder público. A irregularidade no auxílio pode gerar alguns percalços para as pessoas que receberam os valores sem que houvesse a necessidade

Com informações do site: i7news, Tatiane Braz