domingo, 15 de novembro de 2020

Empresas poderão recolher FGTS através do PIX, do Banco Central


 
Os empregadores poderão recolher o FGTS – Fundo de Garantia do Tempo de Serviço, através do PIX, o novo meio de pagamentos instantâneos do Banco Central, que entra em vigor na próxima segunda-feira (16), tanto para pessoas físicas quanto jurídicas. Em uma resolução que foi divulgada na última sexta-feira (13), o Banco Central do Brasil amplia as possibilidades de uso do PIX, incluindo contas que ainda não eram contempladas pelas regras do pagamento instantâneo. De acordo com a autarquia, algumas novas contas de varejo também poderão receber PIX.

Empresas poderão recolher FGTS através do PIX, do Banco Central
Primeiramente, a respeito do recolhimento do FGTS pelos empregadores, o BC explica em nota que a modalidade de conta é prevista na lei do PIX, mais ainda não se enquadrava no regulamento até então.

“Com a mudança, os empregadores passarão a ter o Pix como opção para o recolhimento das contribuições ao FGTS. A previsão é que essa facilidade esteja em operação a partir de janeiro de 2021, com o lançamento do FGTS Digital”, é o que diz a nota divulgada à imprensa.

Para o Banco Central, a integração das contas do FGTS ao Pix deverá trazer diversos benefícios ao Fundo, que vai ganhar “agilidade no recebimento de recursos, maior facilidade de conciliação e maior número de instituições aptas a receber esses recolhimentos”.

Dessa forma, cabe ressaltar que ocorrerá uma redução das taxas que o FGTS paga pelo serviço de recolhimento.

Com informações do site: seucreditodigital