domingo, 22 de novembro de 2020

'Como saber se meu nome está sujo?' Veja três sites para consultar o CPF


 

É possível consultar o CPF online para saber se seu nome está sujo. Atualmente, as três principais bases de dados usadas para registro de inadimplentes oferecem acesso via Internet. A plataforma gerida pela Serasa Experian e o Serviço Central de Proteção ao Crédito (SCPC), administrado pela Boa Vista Serviços, permitem acesso gratuito. Já o Serviço de Proteção ao Crédito (SPC Brasil), com informações constituídas pelas Câmaras de Dirigentes Lojistas (CDL), cobra uma taxa para utilização do serviço. Veja, a seguir, três formas de descobrir dívidas ativas com empresas e instituições financeiras.
1. Serasa
A Serasa Experian oferece consulta gratuita de CPF por meio do aplicativo e do portal Serasa Consumidor (www.serasaconsumidor.com.br). O usuário deve clicar na opção “Consultar dívidas” para fazer um cadastro com seus dados pessoais, criar uma senha e confirmar o e-mail.
O site mostra a empresa que cadastrou a dívida, o valor e as datas de vencimento original e de disponibilização no sistema. Ao longo do ano, o usuário também pode acessar ofertas para quitação dos débitos junto aos credores no Feirão Limpa Nome. Já a consulta de CNPJ, que normalmente é paga, pode ser liberada em datas específicas, como a Black Friday.

A plataforma oferece também para contratação opcional o Serasa Antifraude, serviço por assinatura que alerta o consumidor sobre novas pendências cadastradas, consultas realizadas por empresas, mudanças na pontuação de crédito (score) e eventual vazamento de dados na dark web.

2. SCPC
A Boa Vista disponibiliza consulta de graça ao banco de dados da SCPC no site Consumidor Positivo (www.consumidorpositivo.com.br/consulta-cpf-gratis/), que também tem versão para celular. A plataforma também requer uma conta com CPF e outros dados pessoais, além de e-mail e senha de acesso.

Depois, só é preciso conferir o box “Dívidas” para saber a quantidade de pendências no nome. A ferramenta separa as pendências entre as que estão visíveis e invisíveis para o mercado, a depender da data da ocorrência, incluindo valores e a empresa responsável pelo cadastro. Além disso, mostra se há registro de cheques devolvidos e protestos.


A consulta de score da SCPC também é gratuito, e já inclui eventuais benefícios obtidos com pagamentos assinalados no Cadastro Positivo. A plataforma cobra taxas para ativar um radar que, entre outras coisas, permite saber se o CPF vai ser negativado antes mesmo que apareça na base de dados.

3. SPC Brasil
É possível também consultar CPF online na base da SPC Brasil, mas é necessário pagar uma taxa de R$ 9,90. O serviço é oferecido via aplicativo ou site (www.spcbrasil.org.br) e requer um registro que inclui documentos, telefone e endereço completo. Apesar do pagamento, a consulta dá direito a visualizar informações mais completas que vão além do registro de inadimplência e de protestos e cheques devolvidos.

É possível ver, por exemplo os dados cadastrais detidos por empresas associadas, incluindo os últimos endereços e telefones, descobrir todas as consultas feitas ao CPF nos últimos 6 meses e eventuais créditos concedidos, além de ter acesso a informações do Poder Judiciário. A plataforma também cobra valores adicionais para exibir a participação da pessoa em empresas, e oferece consultas pagas a CNPJ e a CPF de terceiros.


Com informações do site: TechTudo, Paulo Alves